Antes de julgar Lula, Ricardo Lewandowski é provocado por passageiro em avião: 'o STF é uma vergonha'

Por Metro Jornal com Rádio Bandeirantes

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Ricardo Lewandowski, chamou a Polícia Federal dentro do avião que o levaria do aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, para Brasília, nesta terça-feira (4), após ser provocado por um passageiro. Ele participa nesta tarde do julgamento do pedido de liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), preso desde abril pela operação Lava Jato.

Leia mais:
Veja quando as novas placas veiculares padrão Mercosul serão implementadas no seu Estado
Operação contra facções criminosas cumpre 262 mandados de prisão em 14 Estados e no DF

A discussão ocorreu momentos antes da decolagem. Lewandowski estava sentado, mexendo no celular, na primeira fileira da aeronave, quando um passageiro, a duas poltronas dele, lhe disse: “O STF é uma vergonha. Eu tenho vergonha de ser brasileiro quando eu vejo vocês."

O ministro respondeu imediatamente: “Vem cá, você quer ser preso?”. A pessoa, que não aumentou o tom de voz, rebateu: “Ué, não posso me expressar. Então, vai lá, chama a Polícia Federal.”

Ouça o áudio:

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo