Após abaixo-assinado, banca de frutas é mantida em praça de Higienópolis

Por Metro Jornal

A praça Esther Mesquita, no bairro Higienópolis (centro) e que já vinha sendo cuidada com tanto esmero pela comerciante Jeane Patrícia Alves de Lima, 46 anos, mesmo diante de incertezas, receberá zelo ainda maior, após a garantia de que ela pode permanecer com sua barraca de frutas no local.

Em março, o Metro Jornal mostrou que a prefeitura havia determinado a retirada da banca com base em denúncia do Ministério Público, de que a instalação estava irregular. A situação gerou protesto dos moradores do entorno, que chegaram a fazer abaixo-assinado pedindo a permanência de Jeane. Na última semana, ela teve sua autorização regularizada, após a administração municipal entregar-lhe um termo de cooperação para a manutenção da praça. Para isso, ela teve que apresentar à Subprefeitura Sé, em chamamento público, o melhor projeto de conservação do espaço.

Leia mais:
Mulher é presa ao tentar embarcar com dois quilos de cocaína nas pernas
Médicos que substituem cubanos em São Paulo se apresentam nesta segunda

A banca existe há 49 anos, sendo 24 deles com Jeane como proprietária. Seu carro-chefe é a água de coco, o que fez a área ficar conhecida como “praça do Coco”. O carisma da comerciante, somado ao bem que sua presença trouxe para a área, conquistaram quem vive e trabalha na região.

“Aqui era um ponto de tráfico de drogas dos grandes e a presença da banca inibiu. Também faço a zeladoria da praça, pintura e limpeza”, salienta Jeane.

“Ela é uma batalhadora, deixou esse lugar extremamente agradável”, ressalta o corretor de imóveis Ubirajara Barros, 69, morador do bairro.

Para bancar a revitalização e manutenção, por prazo de três anos (após, o contrato precisa ser renovado), serão necessários R$ 266 mil, e Jeane buscará por parcerias. Estão previstos, entre outras ações, a instalação de duas câmeras de monitoramento (além das duas já instaladas), brinquedos para as crianças e comedouro para animais de estimação. Gratidão em forma de melhorias. “Graças aos moradores tive meus ganhos e, quando se conquista algo por meio disso, é preciso zelar.”

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo