Trump pode vir à posse, diz Bolsonaro

Por Metro Jornal Rio

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) disse, ontem, que o encontro dele com o conselheiro de Segurança Nacional dos Estados Unidos, John Bolton, foi para tratar de medidas diplomáticas contra Cuba e Venezuela. “É uma questão que vem lá de trás e temos que buscar soluções. Ela nem poderia ter entrado no Mercosul. Medidas têm que ser tomadas. Nós sentimos o reflexo da ditadura que se instala na Venezuela”, declarou.

O encontro com Bolton ocorreu na casa de Bolsonaro, no Rio de Janeiro. “Foi excelente, uma hora de conversa. Geopolítica, armamento, muitos assuntos. Acertamos essa ida aos EUA, no máximo, até fevereiro para aprofundarmos essa agenda. Muitas coisas dessa agenda também são de interesse global”, afirmou.

Segundo o presidente eleito, a reunião serviu também para discutir a mudança da embaixada de Israel para Jerusalém. Segundo ele, “é uma possibilidade que existe.”

Trump na posse

Bolsonaro disse ainda que o presidente americano Donald Trump poderá participar de sua posse, em 1o de janeiro, em Brasília. “Se ele puder vir, eu ficarei muito honrado.” 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo