Instituto ATÁ e FRU.TO: conheça projetos de Alex Atala

Por Metro Jornal

O Instituto ATÁ e o FRU.TO são duas iniciativas que fazem parte dos projetos e bandeiras do chef Alex Atala. Em suas pesquisas sobre ingredientes brasileiros, Atala foi percebendo as fragilidades na cadeia produtiva do alimento. Em 2013 fundou, com uma equipe multidisciplinar, o Instituto ATÁ com a proposta de aproximar a cozinha da produção, fortalecer a cadeia produtiva e valorizar os pequenos produtores em todo o país.

LEIA O METRO DESTA QUARTA-FEIRA (28) COM O EDITOR CONVIDADO ALEX ATALA

Na prática, o instituto já apoiou e desenvolveu projetos de ingredientes específicos, como a pimenta baniwa (comunidade de índios baniwa na Amazônia), cogumelos brasileiros Yanomâmi (comunidade de índios Yanomâmi na Amazônia), o mel de abelhas nativas, baunilha do cerrado (comunidade quilombola Kalunga), os arrozes especiais do Vale do Paraíba, além de projetos ligados à proteção da biodiversidade dos oceanos e ao uso de orgânicos.

Leia mais:
‘Meu compromisso é com a vida’, diz Alex Atala, editor convidado do Metro; leia entrevista
Fome no mundo diminui, mas ainda há desafios a serem enfrentados

O ATÁ também é responsável pelos boxes de biomas do Brasil do Mercado Municipal de Pinheiros, em parceria com a prefeitura de São Paulo, onde são vendidos ingredientes de pequenos produtores da Amazônia e mata atlântica, do cerrado, pampas e da caatinga.

O FRU.TO é o seminário sobre alimentação, organizado pelo chef Alex Atala e pelo produtor cultural Felipe Ribenboim em parceria com o Instituto ATÁ. A ideia do evento, que reuniu mais de 20 palestrantes e 300 convidados em janeiro de 2018, e terá sua segunda edição em 2019, é discutir as melhores estratégias e alternativas para a produção de alimento bom, limpo e justo nos próximos anos.

Metro – Qual é a importância do Instituto ATÁ e do FRU.TO?
Alex Atala – O FRU.TO talvez seja uma quebra de paradigma, porque não estamos falando de cozinha, mas de alimento. O alimento passa por essas múltiplas disciplinas de humanas, entre elas a conservação do meio ambiente, a antropologia, a psicologia, a neurociência. Eu fiz muitos congressos e sempre brinquei que congresso de chef para chef é rezar missa para convertido.

O FRU.TO é o oposto, é propagar para as pessoas parte de quanto é rico e humano o ato de produzir e alimentar. O Instituto ATÁ tem uma missão simples, aproximar o saber do comer, o comer do cozinhar, o cozinhar do produzir e o produzir da natureza (leia mais ao lado).

Para saber mais: institutoata.org.br e fru.to

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo