Mulher com câncer é atacada ao ser confundida com homem gay

Por Metro Jornal

A educadora Deborah Lourenço, em tratamento contra um câncer de mama, voltava da radioterapia no último sábado (24). Ao sair do carro que estava junto da mãe, levou um empurrão de um homem que trabalhava no local.

Para surpresa da educadora, o homem a chamou de “viado de merda” e de “viadinho”, confundindo Deborah com um homem homossexual. Ele chegou a ameaçar a mulher.

O marido de Deborah relatou o caso nas redes sociais. “A situação só não foi pior porque o guardador de carros impediu. Mas sim, está tudo bem com ela, apesar do susto”, explicou Jorge Lourenço.

O post tem quase 59 mil compartilhamentos e 117 mil reações.

Hoje, a minha esposa Deborah foi agredida no Centro do Rio de Janeiro. Em tratamento de um câncer de mama, ela voltava…

Posted by Jorge Lourenço on Saturday, November 24, 2018

Leia mais:
Lanchonete batiza hambúrguer de Maria da Penha: 'repOLHO roxo'
Jovem rouba carro, atropela pedestre na calçada e ameaça PMs com faca

Segundo reportagem da Universa, o ataque aconteceu no momento em que Deborah tentava manobrar o carro na região central do Rio de Janeiro. Como ela não quis estacionar na vaga que o agressor indicou, ele ficou irritado. No fim das contas, a educadora e a mãe foram estacionar em outra rua.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo