Contrato para obra na marginal Pinheiros é de 6 meses

Por Metro Jornal

A Prefeitura de São Paulo publicou na quinta-feira (22) no Diário Oficial da Cidade o contrato emergencial para o reparo do viaduto que cedeu na semana passada na marginal Pinheiros (zona oeste). O contrato, com a empresa JZ Engenharia, tem duração de seis meses, mas não foi divulgado o valor.

Contudo a prefeitura não tem previsão de quando o conserto será concluído. Na quinta foi finalizada a instalação das dez estacas que darão sustentação a macacos hidráulicos que deverão erguer a estrutura até seu nível original para diminuir a pressão sobre o pilar danificado.

O presidente do TCM (Tribunal de Contas do Município), João Antônio Silva Filho, vistoriou ontem pela manhã o local e disse que está justificada a emergência na contratação da obra. “Ao Tribunal de Contas agora cabe acompanhar a execução contratual”, afirmou João Antônio.

Dos 20 km da pista expressa inicialmente interditados, 10 km já foram liberados, depois do aumento de pontos de passagem entre a expressa e a local.

A previsão da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) é, com mais obras que estão sendo executadas, liberar mais 5 km nos próximos 15 dias. Os outros 5 km só serão abertos ao fim da obra.

Enquanto isso, o trânsito segue complicado, especialmente pela manhã. O pico do congestionamento da quinta foi às 9h, com 152 km –a média do horário é de até 125 km. À tarde, as filas chegaram a 112 km às 18h30 –abaixo dos 116 km a que chega em média.

Mais bikes

Dois serviços de compartilhamento de bicicletas anunciaram ontem aumento de 1,1 mil na frota total. O Bike Sampa colocou mais 500 bikes ontem nas ruas depois de constatar, na quarta, aumento de 50% no uso nas estações do entorno da marginal.

Já a Yellow colocou nas ruas 600 novas bicicletas e, quem estacioná-las nas proximidades das estações Butantã, Imperatriz Leopoldina, Granja Julieta, Pinheiros e Santo Amaro – identificadas no app– terá gratuidade nas corridas de até 30 minutos.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo