‘Batalhão’ sai às ruas contra mosquito da dengue em São Paulo

Por Metro Jornal

Acontece neste sábado (24) o Dia D de combate às arboviroses, doenças como febre amarela, dengue e chikungunya. Em comum, essas doenças têm o mosquito Aedes aegypti como vetor, e por isso sua eliminação é o objetivo da ação.

Serão 11 mil profissionais espalhados por toda a cidade. Entre as atividades previstas estão orientação, distribuição de material educativo, eliminação de criadouros e limpeza de pontos estratégicos. A prefeitura orienta os cidadãos a permitirem que os agentes entrem nas casas e condomínios para localizar e combater as larvas do mosquito.

Leia mais:
Contrato para obra na marginal Pinheiros é de 6 meses
Bolsonaro anuncia Ricardo Velez Rodriguez como ministro da Educação

Também haverá vacinação contra a febre amarela, que já matou seis pessoas na cidade desde o começo do ano. A meta é vacinar 95% da população, mas até outubro somente 58,5% dos moradores da cidade haviam sido imunizados (6,8 milhões de pessoas). Os dados são da Secretaria Municipal da Saúde.

O mosquito vetor é um animal doméstico e tem hábitos diurnos, com maior atividade no amanhecer e no entardecer. A prevenção é feita ao impedir que o Aedes aegypti se reproduza em água parada, o que inclui pratos de vasos de plantas (colocar areia impede o desenvolvimento), tapar piscinas, lixeiras e caixas-d’água. Também é importante virar garrafas para baixo e manter calhas sempre limpas.

A ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) ainda recomenda a aplicação de repelentes e, em ambientes internos, a instalação de barreiras como telas de proteção e mosquiteiros.

dengue
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo