Submarino argentino é encontrado parcialmente "implodido" após um ano de buscas

Por Reuters

O submarino argentino que desapareceu um ano atrás no Oceano Atlântico foi encontrado por uma empresa privada envolvida no que tem sido uma enorme busca pelo aparelho e seus 44 tripulantes, disse o ministro da Defesa, em uma entrevista coletiva, neste sábado.

O submarino, descoberto pela Ocean Infinity, foi encontrado 907 metros abaixo da superfície, em um desfiladeiro no fundo do oceano, com sua cauda parcialmente “implodida”, disse o ministro da Defesa da Argentina, Carlos Aguad.

O ministro não negou nem confirmou se o submarino encontrado pode ser recuperado, enquanto aguarda mais informações.

O desaparecimento atraiu a atenção da nação, enquanto o governo sofreu para fornecer informações sobre a tragédia. Parentes da tripulação ainda têm perguntas.

Na época do desaparecimento, a Marinha disse que a água entrou no snorkel do submarino, fazendo com que a bateria entrasse em curto-circuito.

Oficiais da Marinha disseram que organizações internacionais ajudando com a busca do aparelho perdido, um ano atrás, detectaram sons que poderiam ser do submarino implodindo, apenas duas horas depois do último contato.

O primeiro aniversário do desaparecimento do submarino foi marcado com um evento na base naval de Mar del Plata, em 15 de novembro, com a presença do presidente Mauricio Macri.

A Ocean Infinity, uma empresa americana que pode buscar e mapear o solo oceânico, foi contratada pela Argentina, após uma operação internacional falhar na busca pelo barco, depois que ele desapareceu no Atlântico Sul.

O desastre estimulou uma avaliação do estado das forças armadas da Argentina, que —depois de uma séria crise financeira— tem um dos menores orçamento de defesa da América Latina, proporcionalmente à sua economia. Algumas famílias da tripulação desaparecida culparam o governo pela falta de investimentos na Marinha.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo