Sérgio Moro é exonerado do cargo de juiz para se tornar ministro da Justiça

Por Metro Jornal com BandNews FM

O juiz federal Sérgio Moro pediu exoneração de seu cargo na manhã desta sexta-feira (16) para se tornar ministro da Justiça no governo do presidente eleito Jair Bolsonaro.

O pedido foi aceito pelo presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, o desembargador Thompson Flores.

O ato terá vigência a partir da próxima segunda-feira (19).

No documento, Moro disse que o convite para assumir o ministério da Justiça é notório. Moro afirmou também que quer fazer parte da equipe de transição da Presidência da República o mais rápido possível para, em seguida, assumir o cargo de Ministro da Justiça e da Segurança Pública.

Ele destacou o orgulho de atuar por 22 anos no cargo de juiz federal.

Leia mais:
Cão farejador encontra 8 kg de cocaína em embalagem de 'presente' no aeroporto de Guarulhos
SP negocia acordo para obras em pontes e viadutos

Moro era, até o início de novembro, juiz titular da 13ª Vara Federal em Curitiba, responsável pelos processos da Operação Lava Jato – investigação que rendeu a ele grande notoriedade.

Com sua saída, a Vara está sob os cuidados da juíza Gabriela Hardt, quem interrogou do ex-presidente Lula nesta semana sobre o sítio em Atibaia (SP).

A juíza permanece no cargo até a realização de concurso que determinará o novo titular do cargo.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo