Médico Roberto Kikawa foi confundido por policial, diz testemunha

Por Metro Jornal

O assassinato de Roberto Kikawa, na noite de sábado (10), pode ter sido motivado por um engano dos criminosos, que pensaram que ele era um policial. Em depoimento à polícia, a secretária do médico afirmou que a vítima tentou acalmar os dois suspeitos, que fugiram.

Um deles, segundo a mulher, que não quis se identificar, teria falado questionado se Kikawa trabalhava na polícia. O médico negou, mas o outro bandido gritou "atira nele". A vítima foi alvejada duas vezes, quando saia do carro. Veja imagens de câmeras de segurança:

Leia mais:
Polícia busca trajeto de fuga dos assassinos do médico Roberto Kikawa
Morto em tentativa de assalto, Roberto Kikawa levou unidades médicas à comunidades
Testemunha do assassinato do jogador Daniel presta depoimento nesta segunda

A polícia usa essas e outras imagens para tentar traçar a rota de fuga da dupla, que até a manhã desta segunda-feira (12). Roberto Kikawa chegou a ser resgatado e levado ao Hospital do Ipiranga, mas não resistiu.

O caso foi registrado 16º DP (Vila Clementino), mas será encaminhado ao 17º DP (Ipiranga).

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo