Um ano após incêndio, faturamento do Mercado de Santo Amaro cai 60%

Por Rádio Bandeirantes

Um ano após o incêndio que consumiu mais da metade do Mercado Municipal de Santo Amaro, permissionários continuam trabalhando de forma improvisada no local.

Ouvidos pela Rádio Bandeirantes, os comerciantes reclamam que, desde a mudança dos boxes para a área do estacionamento, o faturamento caiu cerca de 60%.

A estrutura cedida pela Prefeitura de São Paulo foi colocada para acomodar os comerciantes até a reforma e entrega do novo espaço. Porém, um edital publicado no início deste ano para concessão do local à iniciativa privada não teve nenhum interessado.

Leia mais:
Feirão Limpa Nome: Consumidor pode renegociar dívidas com o Serasa
SP registra mais de um caso de assédio por dia no transporte público

Outra proposta foi feita no mês passado, mas, de acordo com os permissionários, o novo modelo de negócio também não atende às necessidades dos comerciantes.

Entre as principais reclamações, está o aumento do aluguel, que poderá dobrar com as novas condições apresentadas no edital.

A Secretaria Municipal de Trabalho e Empreendedorismo diz que a mudança no valor ocorre para adequar o espaço à realidade do mercado. A pasta garante, porém, que os permissionários instalados no espaço antes da mudança terão tempo para se adaptar às alterações.

A abertura dos envelopes com as propostas para concessão do Mercado Municipal de Santo Amaro está prevista para o dia 22 de novembro.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo