Cinco iniciativas para pedalar por São Paulo

Por Metro Jornal

Que o trânsito de São Paulo é caótico não é novidade para ninguém. Para enfrentar isso, algumas alternativas surgem, muitas vezes aliadas à tecnologia.

Você já deve ter visto as bikes laranjinhas do Itaú por aí. Nas capitais onde atua (São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Recife e Salvador), esse sistema de compartilhamento de bicicletas realizou 788 alugueis somente em junho deste ano – quatro vezes mais que no mesmo período do ano passado.

Leia mais:
Enem libera carros na Paulista no domingo até 13h
Estação São Paulo-Morumbi do Metrô passa a abrir em horário comercial

O Metro Jornal listou alguns projetos independentes e sistemas de compartilhamento que incentivam a mobilidade urbana alternativa e o lazer na cidade de São Paulo.

Yellow
Trata-se de um serviço de compartilhamento de bicicletas que opera na capital paulista desde agosto. Sem estação fixa, funciona de forma muito simples: encontrou uma amarelinha por aí? É só pegar e sair pedalando.

A ideia é que 20 mil bikes da Yellow estejam rodando até o fim do ano. Para 2019, o grupo pretende expandir para 100 mil magrelas disponíveis.

O sistema cobra R$ 1 a cada 15 minutos rodados. A Yellow recomenda, porém, que o usuário siga um mapa que restringe as viagens a um miolo do centro expandido, especialmente na zona oeste da cidade. Quem estacionar fora desse miolo, paga uma taxa de R$ 30.

Mais recentemente, eles inauguraram também aluguel de patinetes.

Ficou curioso? Acesse o site ou procure pelo app na loja de aplicativos.

Yellow - Aluguel de bicicletas Divulgação/Instagram

Bike Anjo

A ONG dá aulas para quem ainda não sabe pedalar. Formado por uma rede de quatro mil ciclistas apaixonados, o projeto utiliza uma plataforma para unir os ciclistas iniciantes com o bike anjo mais próximo. Eles realizam ainda oficinas e passeios para divulgar a ideia de que a bicicleta é uma ferramenta de transformação social.

Quer aprender a andar de bike ou conhece alguém que queira aprender? Basta se cadastrar no site do Bike Anjo.

Bike Anjo Reprodução

Bike Tour SP

O Bike Tour SP é um projeto que oferece passeios de bike gratuitos em pontos turísticos e culturais da cidade. Formados por grupos de até 15 pessoas, o passeio é guiado por monitores e equipamentos de áudio que informa sobre curiosidades dos pontos visitados. São vários roteiros que percorrem desde a ciclovia da Av. Paulista de triciclo até os prédios do centro e os grafites da Vila Madalena. Eles disponibilizam inclusive a bicicleta para quem quiser participar.

Conheça mais sobre a iniciativa e como se inscrever no site.

bike tour Reprodução

Bikxi

O Bikxi é, basicamente, o Uber das bicicletas. O serviço consiste num transporte compartilhado de passageiros que usa bikes duplas e elétricas. É isso mesmo. Você chama seu “motorista” pelo app e um profissional te busca de bike. Pedalar junto fica a gosto do cliente.

Por enquanto, o sistema opera apenas na rota Faria Lima – Berrini, na ciclovia. A ideia é inaugurar também a rota Paulista – Vila Mariana.

Conheça mais sobre a proposta aqui ou procure pelo app na loja de aplicativos.

Bikxi Reprodução

Bike Sampa Itaú

Para quem nunca usou uma das mais de 2500 bikes do Itaú, basta procurar pelo aplicativo na AppStore ou no Google Play. São 260 estações na capital paulista com opções de pagamento que incluem até o Bilhete Único.

Bike bicicleta ciclovia Faria Lima André Porto/ Metro
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo