Masp tem entrada gratuita nesta quarta; cartão-postal completa 50 anos

Por Metro Jornal

Um dos principais pontos turísticos e culturais de São Paulo, o Masp (Museu de Arte de São Paulo) completa nesta quarta-feira (7) 50 anos desde sua abertura na avenida Paulista, no número 1578. Fundado pelo empresário Assis Chateaubriand (1892-1968), o primeiro museu moderno do Brasil foi projetado pela arquiteta Lina Bo Bardi (1914–1992) e se tornou um cartão-postal paulistano.

O museu foi inaugurado em 1947 na rua Sete de Abril, no centro, e só em 1968 passou a funcionar na avenida mais famosa da cidade. Para comemorar as cinco décadas de funcionamento na Bela Vista, o Masp terá entrada gratuita na quarta, além de funcionamento estendido até as 22h.

Às 18h, as persianas do segundo andar – onde se encontram os cavaletes de cristal da arquiteta responsável pelo projeto – serão abertas, permitindo uma vista especial do museu para a avenida Paulista (e vice-versa).

Leia mais:
Espaço Itaú exibe Mostra de Cinema Negro
Obra de Spike Lee é revisitada em festival com 22 filmes no CCBB

Visitantes podem conferir a exposição Fragmentos Linchados, com obras do escultor Melvin Edwards produzidas entre 1963 e 2016. As obras fazem referência à prática de linchamentos comuns ao período após a abolição da escravatura nos Estados Unidos.

Também sobre a cultura negra, um dos pavilhões da exposição Histórias Afro-Atlânticas ainda pode ser visitada no segundo subsolo. O núcleo "Rotas e transes: África, Jamaica e Bahia" estará disponível até o dia 15 de novembro.

Além das exposições temporárias, o Acervo em Transformação seleciona uma parte do enorme número de obras que pertencem ao Masp em um grande salão. Até fevereiro de 2019, a mostra recebe seis pinturas da coleção da Tate, em Londres, uma das mais importantes coleções de arte moderna e contemporânea na Europa.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo