Corredor verde da 23 de Maio segue com trechos cinza

Por Metro Jornal

Inaugurado em agosto do ano passado, o jardim vertical instalado na avenida 23 de Maio, que liga as zonas norte e sul de São Paulo, sofre com trechos em que o verde deu lugar ao cinza. A iniciativa foi uma compensação de uma construtora pela derrubada de mais de 800 árvores.

O problema surgiu nos últimos meses, já sob a gestão da Secretaria Municipal das Subprefeituras – antes a manutenção estava sob responsabilidade da pasta do Verde e do Meio Ambiente e era feita pela empresa Movimento 90º, que instalou o jardim.

Há duas semanas, quando trechos sem plantas já eram visíveis no corredor verde, o secretário Marcos Penido, das Subprefeituras, atribuiu o problema ao vandalismo e afirmou ao Metro Jornal que os reparos seriam feitos até o dia 27 de outubro. Ontem, no entanto, a reportagem encontrou paredes sem plantas.

Em nota, a pasta informou que concluiu obras antivandalismo em dois pontos do jardim e que está atuando “de forma mais coerente com a realidade da cidade”.   

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo