Mulher estuprada no parque Villa-Lobos reconhece criminoso

Por Metro Jornal

Duas mulheres, de 17 e 21 anos, foram estupradas dentro do parque Villa-Lobos, na zona oeste de São Paulo, na última sexta-feira (2). O crime aconteceu por volta das 18h39, quando um homem rendeu as jovens com uma arma de brinquedo e as forçou ter relações sexuais com ele, liberando-as em seguida.

Leia mais:
Alexandre Nardoni recebe parecer favorável para regime semiaberto
Bala perdida mata estudante que sonhava ser militar

Uma das garotas decidiu localizar seu agressor e, acompanhada de parentes, resolveu voltar ao parque no sábado (3), no mesmo horário. Ela encontrou o homem e procurou a ajuda de seguranças e policiais que fazem a segurança do local. Eles detiveram o suspeito, que teve a prisão temporária decretada na delegacia.

A delegada Carina Santanieli, do 14º Distrito Policial (Pinheiros), disse ao jornal O Estado de S. Paulo que vai solicitar a prisão preventiva, para que o suspeito siga preso até o julgamento. O inquérito está correndo em sigilo. De acordo com a Secretaria Estadual do Meio Ambiente, o parque Villa-Lobos não conta com câmeras internas de segurança, mas recebe patrulhamento da Polícia Militar e seguranças terceirizados.

 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo