EUA vão enviar até 15 mil militares para fronteira para evitar entrada de imigrantes

Por Metro Jornal

O reforço norte-americano estimado inicialmente em 1 mil militares na fronteira com o México para impedir o avanço de caravana de imigrantes foi ampliado para até 15 mil nesta última quarta-feira (31) pelo presidente Donald Trump.

Cerca de 7 mil pessoas vindas da Guatemala, El Salvador e Honduras marcham em direção aos Estados Unidos em busca de melhores condições de vida há pelo menos duas semanas. Enquanto o grupo parava para descanso ontem na cidade de Juchitán de Zaragoza, no México, outros dois grupos com cerca de 1 mil pessoas cada deixavam os países latinos seguindo os mesmos passos.

Trump voltou a criticar os imigrantes em seu Twitter ontem. “Nossas Forças Armadas estão sendo mobilizadas na fronteira sul. Muito mais tropas chegando. Nós não vamos deixar essas caravanas, que também são compostas de alguns bandidos muito maus e membros de gangues, entrarem nos EUA.”

Mais tarde, em entrevista a jornalistas, o presidente confirmou já ter 8 mil homens em prontidão e que o reforço na fronteira pode chegar a até 15 mil militares, informou a rede de televisão CNN.

O Pentágono também divulgou comunicado em que afirma que “o número de tropas mudará a cada dia à medida que as forças militares fluírem para a área operacional”. Os imigrantes ainda estão a 800 quilômetros dos EUA e devem demorar semanas para chegar.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo