Bolsonaro diz não reconhecer a Palestina como nação

Por BandNews FM

O presidente eleito Jair Bolsonaro confirmou a um jornal de Israel que vai cumprir a promessa de campanha e transferir a Embaixada brasileira de Tel-Aviv para Jerusalém. A ideia é adotar a mesma política de Estados Unidos e Guatemala, que já mudaram o local dos postos diplomáticos.

Em entrevista ao jornal Israel Hayom, Bolsonaro disse não reconhecer a Palestina como uma nação: “Israel é um Estado soberano. Se os senhores decidirem qual é a sua capital, nós os seguiremos. Quando me perguntaram durante a campanha se transferiria a Embaixada se fosse eleito presidente, respondi sim. Vocês decidem sobre a capital de Israel, não outros povos", disse.

Leia mais:
500 mil com Fies em atraso terão renegociação; dívida é de R$ 10 bilhões
Justiça libera instalação de placas veiculares no padrão Mercosul

O presidente eleito também afirmou que pretende mudar o local da Embaixada da Palestina no Brasil, segundo ele, por ter sido construída “muito perto do palácio presidencial”.

Na mesma entrevista, Bolsonaro afirmou que o Brasil vai apoiar Israel na ONU e outros fóruns internacionais; de acordo com ele, a “Palestina primeiro precisa ser um estado para ter o direito de uma Embaixada”.

O Brasil passou a reconhecer a Palestina como país em 2010, durante o governo Lula, postura adotada pela ONU em 2012.

Bolsonaro Israel Hayom Capa da edição desta quinta-feira (1º) do jornal Israel Hayom. / Reprodução/Israel Hayom
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo