Alunos de 8 anos fazem desenhos em apoio a Bolsonaro: 'vai matar viados'

Por Metro Jornal

"Se eu pudesse votar…". Esta era a tarefa proposta para os alunos do 3º ano do ensino fundamental de um colégio da rede pública no Guará, no Distrito Federal. A partir da reflexão, as crianças deveriam escrever um pequeno texto com seus motivos para escolher determinado candidato e fazer um desenho. O resultado assustou funcionários, professores e também eleitores que estiveram no local, que funcionou como seção eleitoral no último domingo (28), segundo turno das eleições.

Um dos desenhos mostra o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) disparando uma metralhadora e vem acompanhado por um texto: "Ele vai dar armas para as crianças, adultos e velhos e matar os viados." Em outro cartaz, a criança afirma: “Ele parece que vai ser um bom presidente, mesmo que ele tenha preconceito”. Também houve apoio ao candidato derrotado, Fernando Haddad (PT), embora em menor escala.

desenho em apoio a bolsonaro Neste desenho, Bolsonaro aparece segurando duas pistolas / Reprodução

Leia também:
Bolsonaro vai doar dinheiro de campanha que sobrou para Santa Casa de Juiz de Fora
Sites vendem artigos de festa com tema Bolsonaro

O jornal Metrópoles esteve no colégio Escola Classe 2 e conversou com a diretora Cindia Carpina Cury. "Essas crianças me falaram que têm pensamento radical. É preciso respeitar opinião, mas o que denigre o ser humano não é considerável. Por isso, faço questão de levar esse assunto à sala de aula, intervir pedagogicamente", disse à reportagem.

Segundo Cindia, a tarefa foi realizada na sexta-feira (26), antes da votação para o segundo turno, e os trabalhos não foram analisados pela professora da classe antes de serem expostos no mural da escola. “Fui pega de surpresa hoje. Não vi na sexta. A maioria dos cartazes é sobre o Bolsonaro e alguns têm informações sobre homofobia, mas não sei se as crianças têm esse comportamento nem conheço o contexto em que elas vivem”, afirma.

Os alunos responsáveis pelos desenhos e seus pais serão chamados para conversar. De acordo com o jornal Metrópoles, os cartazes foram removidos.

desenho em apoio a bolsonaro Desta vez, ilustração mostra presidente eleito apontando arma de fogo para mulher / Reprodução
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo