'Secretário da Segurança Pública será um policial', diz João Doria

Por Rádio Bandeirantes

João Doria revelou nesta segunda-feira (29) que o novo secretário da Segurança Pública de São Paulo não será um promotor de Justiça, como se tornou regra nos últimos anos. Eleito governador do Estado com quase 11 milhões de votos, o tucano foi entrevistado com exclusividade na Rádio Bandeirantes.

Sem adiantar o nome, o político definiu claramente o perfil para o cargo – um policial com experiência suficiente para enfrentar a criminalidade.

Na entrevista à Rádio Bandeirantes, Doria fez outra revelação – uma conversa com Paulo Guedes durante a madrugada após o segundo turno das eleições. O tucano disse ter recebido do futuro ministro da Fazenda no governo Bolsonaro a garantia de que o pacto federativo será revisto.

Segundo ele, o guru econômico de Bolsonaro disse que o presidente eleito vai mesmo rever modelo de relacionamento do governo federal com os Estados. O tucano disse que quer ser um “pacificador”, com uma “visão integradora”, além de governar para todos – pra quem votou e pra quem não votou nele.

Saúde e segurança pública serão as principais prioridades, sem prejuízo a transporte, educação e geração de emprego, que são áreas que também terão atenção especial, de acordo com o governador eleito.

Na entrevista à Rádio Bandeirantes, João Doria também confirmou a criação da Secretaria do Interior para agilizar o envio de recursos às mais diversas áreas do Estado. Afirmou ainda que tem respeito e estima por Geraldo Alckmin, e disse entender que cabe ao ex-governador reabrir o diálogo entre os dois.

O governador eleito de São Paulo foi entrevistado por José Paulo de Andrade, Salomão Esper, Rafael Colombo e Pedro Campos, no Jornal Gente.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo