João Doria é eleito novo governador do Estado de São Paulo

Por Metro Jornal

Com pouco mais de 700 mil votos a frente de seu adversário Márcio França (PSB), o publicitário João Doria (PSDB) conquistou no domingo (28) o posto de governador de São Paulo pelos próximos quatro anos. O ex-prefeito da capital dá continuidade a hegemonia tucana no estado. O partido chega a sua sétima vitória, em total de 24 anos no poder.

Doria levou o segundo turno com 51,75% dos votos válidos, enquanto França conquistou 48,25%. Apesar da vitória, o novo governador não conseguiu maioria na capital, onde viu sua popularidade cair ao não cumprir a promessa de ficar os quatro anos no cargo.

Mas a ideia de colar sua candidatura ainda no fim do primeiro turno ao líder nas pesquisas presidenciais Jair Bolsonaro (PSL) criou o que o tucano apelidou de “Bolsodoria” e o impulsionou para a vitória de ontem.

Eleições 2018 Governador SP

Trajetória

João Doria estreou nas urnas de forma triunfal em 2016, quando foi eleito prefeito de São Paulo no primeiro turno, algo que não acontecia desde 1988. O sucesso o colocou como possível nome do partido para a disputa presidencial deste ano – posto que terminou com o ex-governador Geraldo Alckmin.

Em abril deste ano, Doria deixou o comando da maior cidade do país nas mãos do vice Bruno Covas (PSDB) para se candidatar ao governo do estado. Com promessa de replicar no Palácio dos Bandeirantes programas implementados durante 15 meses como prefeito, ele liderou todas as pesquisas do primeiro turno e terminou como o mais votado com 31,77%. A surpresa foi o adversário: o atual governador, Márcio França (PSB) – todas as pesquisas apontavam Paulo Skaf (MDB) no segundo turno.

A vitória vem diante de um racha no PSDB. Apadrinhado por Alckmin em 2016, o chefe do estado a partir de 2019 viu essa relação ruir ao ligar sua imagem a Bolsonaro, adversário de Alckmin na disputa nacional.

O sucesso do deputado federal do PSL fez com que Doria escancarasse essa ligação no segundo turno. Logo nos primeiros dias, tratou de criticar o PT e acusar França de ligações com os petistas.

A campanha no segundo turno foi marcada por troca de acusações entre os candidatos. O clima esquentou na semana passada, quando Doria foi acusado de aparecer em vídeo de sexo, o que ele diz ser “fake news”.

art votos

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo