Com alta do dólar, brasileiros cancelam viagens ao exterior

Por Metro São Paulo

Com a alta do dólar, os gastos de brasileiros em viagens ao exterior continuam em queda. Em setembro, eles chegaram a US$ 1,19 bilhão, com redução de 30,7% em relação aos gastos do mesmo mês de 2017 (US$ 1,72 bilhão), informou ontem o BC (Banco Central). As despesas com viagens em setembro deste ano foram as menores para o mês desde 2011.

O chefe adjunto do Departamento de Estatísticas do BC, Renato Baldini, disse que as despesas com viagens são bastante sensíveis à taxa de câmbio. Com o dólar mais caro, os gastos se reduzem porque, diz ele, os brasileiros adiam viagens ou reduzem o orçamento para as despesas ou até cancelam os planos para ir ao exterior.  Segundo Baldini, a taxa média de câmbio passou de R$ 3,30 em setembro de 2017 para R$ 4,20 em setembro deste ano.

No resultado acumulado de janeiro a setembro também houve queda, e os gastos no exterior foram de US$ 13,87 bilhões. No mesmo período de 2017, somaram US$ 14,14 bilhões.

Conta negativa

As receitas de estrangeiros no Brasil atingiram US$ 373 milhões em setembro, e US$ 4,51 bilhões nos nove meses de 2018, contra US$ 407 milhões e US$ 4,36 bilhões, em iguais períodos  de 2017, respectivamente.

Com os resultados de receitas e despesas, a conta de viagens internacionais ficou negativa em US$ 816 milhões em setembro, e em US$ 9,36 bilhões de janeiro a setembro deste ano, segundo o BC.  

viajar para o exterior gráfico Reprodução

 


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo