Pesquisa diz que mulher solteira se endivida mais no ABC

Nome sujo. Universidade Municipal de São Caetano divulgou ontem perfil dos ‘superendividados’ da região

Por Metro ABC

Mulheres solteiras, na faixa etária de 41 anos e com ensino superior completo formam a maior parcela da população do ABC que está em apuros financeiros, de acordo com informações do PAS (Programa de Apoio ao Superendividado), desenvolvido pela Fundação Procon, do governo estadual.

Os dados foram extraídos a partir da base de dados da plataforma entre 2015 e 2018 e apresentados ontem na 4ª Carta de Conjuntura do Observatório de Políticas Públicas da USCS (Universidade Municipal de São Caetano).

Dos 8.595 cadastrados no sistema até o momento, 695 são das cidades do ABC. De acordo com a amostra regional, 56,4% dos “superendividados” são mulheres, 41% declararam ter terminado o ensino superior e 36,8% afirmaram ser solteiros.

O principal motivo alegado para os problemas nas finanças pessoais foi o descontrole financeiro (com 38,2%), seguido por desemprego (19,7%), doença pessoal ou familiar (13,2%), redução de renda (11,8%), entre outros.

Para o professor de economia da USCS Vinicius Silva, que também faz parte da equipe do PAS, a falta de educação financeira durante a formação acadêmica colabora para o alto índice de endividamento entre quem possui ensino superior. Para ele, esse é um dos dados que chama a atenção.

“Em tese, (esse público) estaria menos suscetível às dívidas. Mas, infelizmente, as pessoas não têm educação financeira para saber administrar as finanças e lidar com o consumo dos produtos que o mercado oferece. A pessoa perde o emprego, tem redução de renda, mas continua gastando. Não quer pensar em poupar e reduzir gastos”, analisou.

Apesar de o principal motivo das dívidas ser o descontrole financeiro, o desemprego tem subido como razão para os problemas desde 2015. “Certamente, é um reflexo do ciclo econômico recessivo”, pontuou o professor.

Silva também explica que os “superendividados” são “pessoas que possuem despesa maior que a renda e dívidas acumuladas”. Por outro lado, os somente endividados “têm receita equilibrada e conseguem pagar as dívida aos poucos”.

Programa

O PAS recebe cadastros de consumidores pela internet e em postos físicos do Procon. A equipe reúne a documentação dos superendividados e entra em contato com os credores para tentar renegociar as dívidas de forma mais maleável para quem está em situação delicada financeiramente.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo