Após discussão, Cid Gomes recua e apoia PT

Por Metro Jornal

O senador eleito Cid Gomes (PDT-CE) esfriou os ânimos e declarou apoio ao presidenciável Fernando Haddad (PT). “Eu não quero me vingar de ninguém. Para o Brasil, o menos ruim é o Haddad. Por isso, penso que seria melhor que ele ganhasse”, disse ontem.

Na segunda-feira, durante ato no Ceará, o político cobrou auto-crítica do PT e disse que o partido  “vai perder a eleição”, além de chamar de “babacas” militantes que gritavam “Lula, livre”.

O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, afirmou que, apesar de a posição de Cid representar o pensamento da maioria, a sigla vai apoiar o PT no 2º turno.

Haddad apaziguou as críticas do irmão de Ciro Gomes. “Ele  sabe o risco do Jair Bolsonaro ser presidente”, disse à uma rádio do Piauí.  

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo