Ato tem mil placas de rua em homenagem a Marielle Franco

Por Metro Rio

Um ato realizado na tarde de ontem, na Cinelândia, distribuiu mil placas de rua em homenagem à vereadora do Psol Marielle Franco, assassinada junto com seu motorista, Anderson Gomes, na região central do Rio. O crime, até hoje sem solução, completou ontem sete meses.

A Polícia Militar não divulgou estimativa de participantes. Segundo os ativistas, o ato, além de ter sido em memória da parlamentar, foi um manifesto contra a destruição de uma placa de rua que levava o nome de Marielle.

Marielle Franco placas Centenas de pessoas participaram da manifestação, na tarde de ontem, na Cinelândia / Paulo Fernandes/Fotoarena/Folhapress

Leia mais:
Marielle Franco é homenageada em novo samba-enredo da Mangueira
Bolsonaro e Haddad intensificam as agendas a 13 dias do segundo turno

O ato foi praticado pelos recém-eleitos deputados estadual e federal Rodrigo Amorim e Daniel Silveira, respectivamente, ambos do PSL.

Um vídeo gravado no último dia 30, durante um ato de campanha em Petrópolis, na Região Serrana, no 1o turno eleitoral, no qual participou o candidato ao governo do Rio Wilson Witzel (PSC), mostra os dois deputados com a placa rasgada. No Facebook, Amorim justificou: “Restauramos a placa em homenagem ao grande marechal [Floriano].”

A campanha de financiamento coletivo criada para a confecção das placas arrecadou R$ 39.743, doados por 1.569 mil pessoas.

Marielle Franco placas A arquiteta Mônica Benício, viúva de Marielle, discursou / Laís Silva/Metro Rio
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo