Prefeitos do ABC pedem compromisso com Metrô

Por Metro ABC

Prevista inicialmente para ser inaugurada neste ano, mas ainda sem obras, a linha 18-Bronze do Metrô, que prevê ligar São Bernardo à capital pelo sistema monotrilho, passando por Santo André e São Caetano, será objeto de cobrança da região ao próximo governador do estado.

Três dos seis prefeitos que integram o Consórcio Intermunicipal do ABC (Diadema não faz mais parte do grupo), aprovaram ontem termo de compromisso que será entregue nesta semana aos dois candidatos que disputam o segundo turno – Márcio França (PSB) e João Doria (PSDB). O documento pede que, a partir de 1º de janeiro, as obras sejam iniciadas em 12 meses.

O texto foi aprovado por Paulinho Serra (PSDB), de Santo André, Orlando Morando (PSDB), de São Bernardo e também presidente da entidade regional, e Kiko Teixeira (PSB), de Ribeirão Pires, – os três foram os únicos a participarem da reunião mensal dos prefeitos, realizada na manhã de ontem.

Embora São Caetano esteja entre os municípios beneficiados com a linha, o prefeito José Auricchio Júnior (PSDB) não participou da reunião para assinatura do documento – a ausência dele nos encontros do Consórcio tem sido frequente.

Histórico

Em agosto de 2014, foi assinada a PPP (Parceria Público-Privada) entre o Estado e o consórcio Vem ABC, vencedor da licitação para construção e operação do ramal. A previsão inicial era começar as obras no mesmo ano e finalizá-las em quatro anos.

O entrave está na obtenção de recurso para as desapropriações ao longo do trecho, estimado em aproximadamente R$ 500 milhões. Até o fim do ano passado, o governo estadual tinha nota baixa de capacidade financeira, o que impedia a contratação de empréstimo internacional. Em 10 meses deste ano, mesmo com melhor avaliação de crédito, o estado ainda não conseguiu avançar no financiamento.

“O estado tem orçamento para isso, depende do foco. As demandas são várias, por isso, queremos condicionar um prazo máximo de 12 meses para o assunto não ficar solto”, disse Morando. A linha 18-Bronze deve ter 13 estações, com 15,7 km e custar R$ 4,2 bilhões.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo