Prefeitos do ABC elegem familiares como deputados; veja os representantes da região

Por Metro ABC

Os prefeitos de São Bernardo, Orlando Morando, e São Caetano, José Auricchio Jr, ambos do PSDB, conseguiram emplacar seus familiares como deputados estaduais a partir de janeiro de 2019.

Thiago Auricchio (PR), filho do prefeito, e a esposa de Morando, Carla Morando (PSDB), conquistaram cadeiras na Assembleia Legislativa de São Paulo em votação realizada ontem. Ambos não tinham histórico político antes do lançamento das candidaturas neste ano. Com 98,28% das urnas apuradas ontem, ele tinha 72.925 votos e ela, 89.137. 

Os dois deputados eleitos contaram com intensa ajuda dos prefeitos durante as atividades de campanha pela região e herdaram parte dos votos que elegeram os prefeitos em 2016.

A vitória de Thiago marca a volta de um parlamentar estadual de São Caetano ao legislativo paulista após 18 anos sem representantes do município – o último deputado estadual com reduto no município foi Marquinho Tortorello, pelo PPS, eleito em 1998 e reeleito em 2002, também com a força de um familiar, o ex-prefeito da cidade por três mandatos Luiz Olinto Tortorello, que morreu em 2004.

Márcio da Farmácia, do Podemos de Diadema, será mais uma cara nova da região na Assembleia Legislativa de São Paulo no ano que vem. Ele é vice-prefeito da cidade e contou com apoio do atual prefeito, Lauro Michels (PV). Outra novidade será Coronel Nishikawa, de São Bernardo, que é do mesmo partido de Jair Bolsonaro, o PSL .

Luiz Turco (PT) não conseguiu ser reeleito. A parlamentar estadual Ana do Carmo (PT) se candidatou ao cargo de deputada federal e também não conseguiu vaga. Com isso, o PT da região diminuiu pela metade seus deputados, de quatro para apenas dois: Teonilio Barba e Luiz Fernando.

A região terá três representantes na Câmara Federal a partir de 2019: Vicentinho (PT) e Alex Manente (PPS), que foram reeleitos, e Luiz Carlos Motta (PR).

Ex-prefeitos

Três ex-prefeitos do ABC derraparam e não conseguiram garantir vagas como deputado. O ex-prefeito de Diadema, Filippi (PT),  fracassou na tentativa de uma cadeira na Câmara Federal. O mesmo aconteceu com o   ex-chefe do Executivo de Mauá, Donisete Braga (Pros).

Os ex-prefeitos de Santo André, Aidan Ravin (Podemos), e Mauá, Oswaldo Dias (PT), também não conseguiu se eleger como deputado estadual – o segundo teve a candidatura indeferida pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral).  

As mudanças na região

  • Deputados estaduais
    Atualmente
      Ana do Carmo (PT)
      Luiz Fernando
    (PT)
      Luiz Turco
    (PT)
      Teonilio Barba
    (PT)
  • A partir de 2019
      Carla Morando
    (PSDB)
      Luiz Fernando
    (PT)
      Thiago Auricchio
    (PR)
      Márcio da Farmácia 
        
    (Podemos)
      Teonilio Barba
    (PT)
      Coronel
         Nishikawa
    (PSL)
  • Deputados federais
    Atualmente
      Alex Manente (PPS)
      Vicentinho
    (PT)
  • A partir de 2019
      Alex Manente
    (PPS)
      Vicentinho
    (PT)
      Luiz Carlos
         Motta
    (PR)
  • Fonte: TSE (Tribunal Superior Eleitoral)

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo