João Amoêdo descarta neutralidade do partido, mas nega votar em Bolsonaro

Por Rádio Bandeirantes

O candidato à Presidência João Amoêdo (Novo) afirmou que não se identifica com as propostas do PT, mas nega votar em Bolsonaro no 2º turno. Em entrevista à Rádio Bandeirantes, o político disse que as promessas do deputado federal precisam ser mais claras.

Amoêdo ressaltou que é importante o segundo turno para entender o que Bolsonaro realmente quer para não "se mostrar um falso liberal." Ele afirmou que o partido Novo ainda não definiu qual candidato irá apoiar no segundo turno. No entanto, indicou que ninguém mais “quer a volta do PT.”

Leia mais:
Deputada estadual mais votada da história de SP, Janaína Paschoal pede ‘tolerância’
Eleição marca “troca de guarda na direita” e “fim de lealdades partidárias”, veem analistas

Apesar da indefinição, João Amoêdo não descartou que o partido irá manter “a neutralidade” e não fazer “nada”. Na entrevista, João Amôedo destacou o desempenho do partido na primeira eleição que disputou à Presidência.

Para ele, “foi sensacional” e agora está de olho e torcendo para que Romeu Zema seja eleito governador de Minas Gerais – o empresário surpreendeu e foi para o segundo turno com Antônio Anastasia, do PSDB.

Além de uma possível cadeira no executivo de Minas, o partido elegeu oito deputados federais e 12 deputados estaduais. João Amôedo ficou com quase 3% dos votos e terminou em quinto lugar.

O partido foi fundado em 2011, mas só teve o registro aprovado pelo TSE em 2015.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo