Mais de 40 milhões de eleitores não escolheram presidente no primeiro turno

Por Metro Jornal

Em um eleitorado de mais de 117 milhões de pessoas, mais de 40 milhões deixaram de escolher um presidente no primeiro turno das eleições neste domingo (7).

Entre eles, 29,9 milhões sequer se apresentaram para votar – eles entram no índice de abstenção, que nestas eleições equivaleu a 20,32% do eleitorado. Em 2014, cerca de 27,7 milhões não foram às urnas no primeiro turno (19,39% dos eleitores).

Leia mais:
Eleições 2018: Bolsonaro e Haddad se enfrentam no segundo turno
Vetado no último debate, Cabo Daciolo tem mais votos que Meirelles, Marina e Boulos

Outras 10,3 milhões de pessoas chegaram a votar, mas não escolheram um candidato, votando ou em branco ou nulo – 8,79% dos eleitores. Seus votos não são considerados na conta em que as porcentagens dos candidatos são definidas. Em 2014, nulos e brancos foram 11,1 milhões (9,64% do eleitorado).

É importante lembrar também que mais de 3,3 milhões de títulos foram cancelados menos de duas semanas antes das eleições de 2018. A decisão foi tomada pelo STF (Supremo Tribunal Eleitoral) porque os eleitores não atualizaram o documento em municípios em que a biometria se tornou obrigatória.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo