Amoêdo nega apoio ao PT em 2º turno e diz que avaliará respaldo a Bolsonaro

Por Estadão Conteúdo

O candidato à Presidência pelo partido Novo, o empresário João Amoedo, disse que não vê "possibilidade de apoiar o PT" em um possível segundo turno. Já um provável apoio ao adversário do PSL, Jair Bolsonaro, será definido pelo partido a partir da análise do seu programa de governo.

"O que vai pautar qualquer decisão é a pauta de trabalho. A gente precisa entender um pouco mais as ideias do Bolsonaro", disse Amoêdo, após votar na Associação Atlética do Banco do Brasil (AABB), na zona sul carioca. Ele chegou ao local às 10h, acompanhado da mãe e de duas das três filhas.

Ao fim da campanha, a avaliação do candidato sobre o desempenho do partido é positivo. "Na promissora eleição já despontamos como uma força política. Nas pesquisas, ficamos à frente de candidatos tradicionais e de partidos que estão há muito tempo gastando dinheiro público. Tudo isso mostra o desejo da população de renovação", afirmou o candidato, acrescentando que tem expectativa de receber mais votos do que o candidato do PSDB, Geraldo Alckmin.

Segundo Amoêdo, foram gastos de R$ 3,5 milhões a R$ 4 milhões em sua campanha, "bem abaixo da maioria", disse.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo