Santo André estuda sistema que aponta vagas disponíveis para carros

Novas tecnologias. Prefeitura quer saber viabilidade de incluir em concessão novos serviços, como pagamento por meio de cartão

Por Cadu Proieti - Metro ABC

A Prefeitura de Santo André fará estudos para saber a viabilidade de implementação de inovações no sistema de estacionamento rotativo da cidade, chamado de Zona Azul. Foi aberta licitação nesta semana para contratação de empresa que fará este levantamento.

“Para o próximo edital, prevemos algumas atualizações de uso e pagamento da tarifa, tais como por aplicativo de smartphone (já em uso), com a utilização de cartões de credito e débito pelo celular, aplicativo ou nas máquinas de parquímetro, além de disponibilizar informações para o usuário de onde há vagas para estacionar, implementando, portanto, diversas melhorias tecnológicas no sistema”, diz nota divulgada pela administração municipal.

O governo andreense não informou, porém, qual o prazo estimado para conclusão do estudo que vai apontar possíveis mudanças no estacionamento rotativo da cidade.

A implantação da Zona Azul em Santo André ocorreu em 1998, com concessão para uso das vagas por 20 anos. Esta licença termina, portanto, neste ano, precisamente no mês que vem. O governo de Paulinho Serra (PSDB) promete lançar edital para concessão nas próximas semanas.

O município diz que não é possível informar o valor exato de recebimento mensal por parte da empresa que opera o sistema, a Estapar, porque o montante arrecadado é rotativo e bastante variável, de acordo com a demanda. Do valor bruto arrecadado, se repassa 15% para a concessionária.

Segundo a administração municipal, a cidade conta atualmente com 1. 288 vagas espalhadas por vários pontos.

Os preços variam. Nos bairros Vila Assunção, Centro, Jardim, Vila Bastos e Parque Celso Daniel os valores vão de R$ 1 (30 minutos) a R$ 4 (para período máximo de duas horas). Já no Parque das Nações, Santa Teresinha, Utinga, Vila Pires, Vila Linda, Vila Gilda e Vila América (avenida Queirós Filho), o custo é de R$ 1 (30 minutos) a R$ 3 (para o máximo de duas horas).

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo