Apesar de 10 contestações, Dilma Rousseff tem candidatura confirmada ao Senado de MG

Por BandNews FM

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) confirmou nesta quinta-feira (4) o registro da candidatura de Dilma Rousseff (PT) ao Senado por Minas Gerais.

A decisão foi tomada por unanimidade. A candidatura da ex-presidente já havia sido confirmada pelo TRE (Tribunal Regional Eleitoral) de Minas Gerais, mas por um placar mais apertado: 4 a 3.

A participação da petista na disputa pelo cargo de senadora foi contestada 10 vezes, mas o TSE entendeu que não cabe à Corte deliberar sobre o tema. Isto porque, em 2016, na ocasião do impeachment, o Senado fatiou as punições de Dilma Rousseff e afastou a perda de direitos políticos.

Dilma na frente

A petista é líder nas pesquisas de intenção de voto. No levantamento divulgado pelo Ibope ontem, Dilma aparece com 29% dos votos – mais de 10 pontos percentuais acima do segundo colocado, Jornalista Carlos Viana (PHS), que tem 17%.

Em seguida, aparecem os candidatos Rodrigo Pacheco (DEM), com 15%, Dinis Pinheiro (SD), com 14%, e Fábio Cherem (PDT), com 10%. A pesquisa (Registro TRE: MG-00237/2018 / Registro no TSE: BR-06565/2018) ouviu 2.002 eleitores entre os dias 29 de setembro e 1º de outubro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo