Datafolha: Bolsonaro segue com 28% e Haddad cresce de 16% para 22%

Por Estadão Conteúdo

O candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, ficou estagnado na pesquisa Datafolha para o primeiro turno da disputa pelo Planalto. Conforme levantamento divulgado pelo instituto nesta noite de sexta-feira, 28, o candidato tem 28% das intenções de voto – o mesmo índice registrado no último dia 20.

O presidenciável Fernando Haddad (PT), por outro lado, teve um crescimento de seis pontos porcentuais e avançou de 16% para 22% Em um eventual segundo turno entre Haddad e Bolsonaro, o petista venceria o capitão reformado por 45% contra 39%.

Na pesquisa estimulada de primeiro turno, Ciro Gomes (PDT) oscilou para baixo de 13% para 11%. O candidato do PSDB, Geraldo Alckmin, foi de 9% para 10%. Marina Silva (Rede), que já tinha apresentando tendência de queda, tinha 7% há uma semana e agora tem 5% das intenções de voto.

Brancos e nulos, que eram 12%, agora somam 10%. Entre os entrevistados, 5% dos eleitores estão indecisos sobre quem votar no primeiro turno – o mesmo índice da semana anterior.

A pesquisa foi feita de quarta, 26, até esta sexta-feira, 28. No período, Bolsonaro foi fortemente atacado por adversários após ser divulgado um documento relatando uma suposta ameaça de morte feita por ele a uma ex-mulher. Além disso, seu candidato a vice, Hamilton Mourão (PRTB), causou desconforto ao criticar o 13º salário.

Ainda de acordo com o Datafolha, a rejeição de Bolsonaro subiu de 43% para 46%. A reprovação de Haddad entre os eleitores também cresceu, de 29% para 32%. Marina é rejeitada por 28% e Alckmin, por 24%. Entre os entrevistados, 21% dos eleitores não votariam em Ciro de jeito nenhum.

Segundo turno

Apesar de se manter estável nas intenções de voto para o primeiro turno, o presidenciável do PSL passou a perder para todos os adversários nas simulações de segundo turno. Fernando Haddad saiu do empate em 41% e venceria Bolsonaro por 45% a 39%.

Enfrentando Bolsonaro no segundo turno, Ciro Gomes ampliou sua vantagem contra o adversário. Na semana anterior, o pedetista venceria por 45% a 39% e agora supera Bolsonaro por 48% a 38%. Contra Alckmin, Bolsonaro teria 38% e seria vencido pelo tucano, que teria 45% dos votos.

Em uma eventual disputa entre Haddad e Alckmin, os dois empatam com 39% na pesquisa. Já Ciro venceria Haddad por 41% a 35%.

A pesquisa Datafolha tem uma margem de erro de dois pontos porcentuais para mais ou para menos, com um nível de confiança de 95%. Foram ouvidos 9 mil eleitores em 343 municípios de 26 a 28 de setembro.

O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-08687/2018.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo