Capital tem aumento de furto e estupro

Por Metro Jornal

Números divulgados nesta terça-feira pela Secretaria de Segurança Pública mostram que, de janeiro a agosto, houve aumento de estupros e de furtos em geral –exceto de veículos– na cidade de São Paulo neste ano em relação ao mesmo período do ano passado.

No caso de estupros, foram 1.735 registros nos primeiros oito meses deste ano, alta de 10,2% em relação aos 1.574 casos notificados às autoridades nesse intervalo de tempo em 2017. Do total, a maioria, 1.168, foram estupros de vulneráveis. No ano passado, havia sido 1.019 casos nessa rubrica.

Para furtos, o total registrado na cidade neste ano foi de 135.513, 4,1% a mais do que os 130.169 crimes desse tipo contabilizados em 2017, no mesmo período.

Outros crimes

Para homicídios, o total ficou rigorosamente igual: foram 453 casos de janeiro a agosto deste ano e do ano passado.

E em outros crimes foram observadas reduções. A maior delas foi no total de latrocínios, que é o roubo seguido de morte: 49 casos neste ano e 90 em 2017, uma queda de 45,5%.

Os roubos em geral caíram 15,3%, de 105.239 casos em 2017 para 89.110, segundo os dados da secretaria.

Produtividade

As estatísticas da SSP incluem a chamada produtividade policial. Uma das rubricas, apreensão de arma de fogo, caiu de 2.461 para 2.184. Já as ocorrências de tráfico de entorpecentes registradas subiram de 6.082 para 6.292.

Roubos e furtos de veículos caíram no período, e o mesmo aconteceu com o total de veículos recuperados de janeiro a agosto: foram 20.110 em 2017 e 15.985 em 2018.   METRO


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo