Argentina deve ter greve geral de 48 horas a partir desta terça

Por Metro Jornal

Centrais sindicais e sindicatos autônomos da Argentina anunciaram ontem que deflagrariam uma greve geral de 48 horas a partir desta terça-feira (25) contra o governo. Os argentinos deverão passar dois dias sem serviços de aeroportos, ônibus, metrô, trens interurbanos, abastecimento por caminhões, táxis, supermercados, hospitais, escolas e bancos.

A paralisação desta vez não é por melhores salários, mas contra o acordo do governo do presidente Mauricio Macri com o FMI (Fundo Monetário Internacional), contra a inflação prevista de 40% neste ano e contra a queda dos indicadores econômicos e sociais, com encolhimento da indústria e aumento da pobreza no país.

A companhia aérea Latam anunciou que todos os seus voos de e para a Argentina de hoje serão cancelados e pediu que os passageiros reprogramem suas viagens.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo