Falta de acessibilidade atrapalha candidatos a vagas, aponta Catho

Por Metro Jornal

Pesquisa realizada pela Catho mostra que 44% das pessoas com deficiência já deixaram de ir a uma entrevista de emprego por dificuldades de locomoção e de acessibilidade no local.

Dentre os obstáculos apresentados para se locomover nas cidades, em primeiro lugar ficou a dificuldade por conta da qualidade das calçadas, com 63%, seguida de falta de infraestrutura acessível e transporte ineficiente e não adaptado, cada uma com 36%.

Para vencer as barreiras e poder se apresentar a uma entrevista de emprego, 92% dos entrevistados recorreram a alternativas: ajuda de outra pessoa (48%); táxi (36,5%) e serviço de transporte público (5%).

As mesmas dificuldades para comparecer a uma entrevista de trabalho motivaram o pedido de demissão de 37% dos profissionais com deficiência ouvidos pela Catho. Só que, nesse caso, o transporte ineficiente e não adaptado foi o principal fator decisivo, com 56% das respostas.

“Fica claro que a inclusão das pessoas com deficiência no mercado de trabalho traz desafios para toda a sociedade. E se depender de nós, promoveremos essa discussão, a fim de ajudar a tornar as oportunidades mais justas”, diz o diretor de operações da Catho, Fernando Morette.

A pesquisa ouviu 3.322 pessoas em setembro: 63,6% com deficiência física; 19,8%, auditiva; 15,1%, visual; 1,1%, mental; intelectual e múltipla, com 1% cada; e com Transtorno do Espectro Autista, 0,5%.

artpesquisa

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo