Primavera será quente e de chuvas abaixo da média

Por Metro Jornal

Após o período seco que foi o inverno, o paulistano que espera que a primavera venha para “lavar a alma” com suas chuvas frequentes ficará decepcionado. Isso porque, de acordo com o Climatempo, esta tende a ser uma estação de chuvas abaixo da média.

No entanto, quem gosta de calor pode ficar tranquilo. A previsão é que os três próximos meses sejam mais quentes do que o esperado no estado – especialmente novembro.

Embora o El Niño (fenômeno meteorológico) vá atuar sobre o país apenas no verão, seu processo de formação já influenciará o clima de São Paulo durante a primavera.

É por isso que teremos temperaturas mais altas do que o normal e episódios de chuva forte – até mesmo tempestades – mas de forma rara e irregular. Ou seja, as chuvas não incidirão sobre os mesmos lugares, o que dificulta o aumento do armazenamento de água nos reservatórios.

Por falar nisso…

Ontem, o sistema Cantareira apresentava índice de 34,7% de armazenamento, completando 54 dias consecutivos em estado de alerta. E a probabilidade de chuvas irregulares e abaixo da média histórica durante a próxima estação preocupa.

Por isso, a meteorologista Patricia Madeira, do Climatempo, alerta: “A população precisa ter consciência de que está mais que na hora de economizar mesmo, para não termos problemas sérios mais para a frente”.  

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo