Estado pede que campanha de vacinação continue no ABC

Por Vanessa Selicani - Metro Jornal ABC

O Estado recomendou ontem que as cidades do ABC prorroguem a campanha de vacinação contra poliomielite e sarampo até o fim do mês. A região está na lista de municípios que ainda não atingiram a meta de imunização. Mesmo após o comunicado, as secretarias municipais ainda não confirmavam ontem a continuação das ações. Apenas Santo André informou que manterá a campanha.

O ideal para proteger crianças entre 1 e 5 anos incompletos é alcançar 95% desta população, de acordo com orientação do Ministério da Saúde.

Mas nenhuma cidade da região alcançou o número até agora. São Caetano, que tem a melhor cobertura entre as três, tem 90,84% para poliomielite e 88,62% para sarampo. São Bernardo alcançou 85,80% e 85,74%, respectivamente, e Santo André aparece com a pior adesão: 78,59% e 76,95%. Os dados foram informados pelas prefeituras.

As doses estão disponíveis durante todo o ano nas unidades básicas de saúde. Mas a campanha é importante para enfatizar a importância da vacinação, que alcança índices baixos em todo o país neste ano para diversas doses exigidas para as crianças. A recomendação é que mesmo quem tenha a caderneta de vacinação em dia compareça aos postos para a dose de reforço para o sarampo.

“Contamos com apoio dos municípios que ainda tiverem cobertura vacinal abaixo de 95% para que as crianças ainda não imunizadas recebam as vacinas contra poliomielite e sarampo. A vacinação é fundamental para eliminarmos os riscos da circulação dessas doenças no estado de São Paulo”, disse ontem em comunicado a diretora de Imunização da Secretaria de Estado da Saúde, Helena Sato.

A campanha teve início no começo do mês passado e deveria acabar na sexta-feira passada. Santo André é a cidade que mais preocupa em relação à baixa adesão. Na semana passada, a prefeitura mudou sua estratégia e realizou vacinação em igrejas, residências e escolas de bairros com cobertura abaixo de 50%.

A capital já havia anunciado no fim de semana que manterá a campanha até dia 29. O estado solicitou que as ações sejam mantidas neste mês em toda a região metropolitana de São Paulo, Campinas e Ribeirão Preto.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo