Novo Citroën C4 Cactus tem qualidade, mas também alguns deslizes

Por AutoPapo.com.br

A Citroën quer voltar a chamar atenção no Brasil e cabe ao C4 Cactus comandar essa missão. O modelo, classificado pela marca francesa como SUV já está disponível em pré-venda, mas chega, efetivamente, em outubro. Ele será oferecido em três versões com preços entre R$ 68.990 e R$ 98.990.

Citroën C4 Cactus Na direção, o motorista sente pouco o relevo do solo / Divulgação/Citroën

Serão duas opções de motorização. A primeira é restrita à configuração de entrada, um 1.6 16V, capaz de gerar 122 cv de potência com etanol. Os números caem para 118 cv com gasolina. Nesta versão, é possível escolher entre a caixa de câmbio automática de seis marchas ou manual de cinco. A segunda versão é a 1.6 THP (Turbo High Pressure), que entrega 173 cv com o combustível vegetal ou 166 cv com o derivado do petróleo, sempre com a transmissão automática.

O design se destaca pela assinatura luminosa. A personalização fica por conta das 14 possibilidades de cores de teto que podem ser combinadas com as cores disponíveis para a carroceria.

Conjunto mecânico

Destaque para a calibragem da suspensão, que filtra muito bem as imperfeições do solo e mantém o silêncio a bordo em estrada de terra e nos remendos do asfalto. Bom comportamento dinâmico, apesar da grande altura do solo (22,5 centímetros). Rodamos com o C4 Cactus Feel em caminhos ruins, nos quais os bons ângulos de ataque (22 graus) e de saída (32 graus) são essenciais na transposição de obstáculos sem esbarrar frente, traseira e vão central.

Interior

O C4 Cactus possui, em todas as configurações disponíveis, apoios de cabeça, Isofix e cinto de três pontos nos três assentos traseiros. Airbags frontais duplos, barras de proteção laterais, ABS e REF.

As três versões do novo SUV Citroën contam com central multimídia de sete polegadas com sistema de áudio com Bluetooth. Ficam ao alcance das mãos do motorista: sistemas de auxílio à condução, ar-condicionado e telefonia. A central espelha o celular por meio do Apple CarPlay e Android Auto.

Citroën C4 Cactus Central multimídia tem tela de sete polegadas e conexão por Bluetooth / Divulgação/Citroën

Impressões

Dirigimos o C4 Cactus Feel com motor 1.6 aspirado e câmbio manual de cinco marchas. É a segunda configuração da gama, que foi lançada pela Citroën. Modelo tem linha de cintura alta, capô paralelo ao chão, apliques plásticos na parte inferior das portas. Traseira alta com parte inferior do parachoque pintada de preto a faz parecer ainda mais elevada. Acabamento interno é bem feito, com plástico duro no painel central.

Quadro de instrumentos digital permite leitura imediata. Tela multimídia fica no centro abaixo das entradas de ar. Posição de dirigir é elevada, com coluna de direção com ajustes de altura e distância que facilita se acomodar rapidamente. Incomoda a densidade macia e os assentos muito retos. Motorista fica afundado. Volante do C4 Cactus Feel tem boa pega e agrupa comandos de som e telefonia.

Banco traseiro acomoda dois adultos com conforto e tem cinto de três pontos retrátil e apoio de cabeça também no assento central. Visibilidade traseira é limitada pela largura da coluna C. Retrovisores grandes ajudam o motorista. Porta-malas parece ter capacidade maior do que os 320 litros declarados.

Confira os preços da linha 2019 do Citroën C4 Cactus:

  • Live 1.6 manual: R$ 68.990
  • Feel manual: R$ 73.490
  • Feel automático: R$ 79.990
  • Feel Pack automático: R$ 84.990
  • Shine automático: R$ 94.990
  • Shine Pack automático: R$ 98.990
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo