Jovens globais se consideram bem-sucedidos, diz pesquisa do LinkedIn

Por Metro Jornal

Uma pesquisa global do LinkedIn realizada pela consultoria YouGov mostra que 60% dos entrevistados brasileiros da geração Z (com 21 anos ou menos) já se consideram bem-sucedidos.

O estudo, feito no final do ano passado com mais de 18 mil participantes de 16 países, mostra também que o otimismo é percebido principalmente em relação a outros países. O Brasil só fica atrás dos Emirados Árabes Unidos, com 69% dos respondentes da geração Z afirmando ter sucesso.

Quando questionados sobre o que é sucesso, os jovens brasileiros da geração Z citaram, entre as diversas opções, “ser feliz”, em primeiro lugar (72%); “manter o equilíbrio entre vida pessoal e trabalho”, em segundo (71%); e “ser saudável” (68%), em terceiro.

“O jovem brasileiro não vê mais sinônimo de sucesso em coisas como ser promovido, casar ou ter cargos de alta hierarquia. Ele quer fazer seu horário de trabalho com flexibilidade, ter mais tempo para a vida pessoal ou empenhar-se com algo que tenha propósito na sua visão de mundo”, afirma Milton Beck, diretor geral do LinkedIn para a América Latina.

“Pensando nisso, as empresas têm um desafio a mais na contratação e retenção destes profissionais: primeiro entender o que é sucesso na visão deles. E, em seguida, tentar oferecer subsídios para isso”, diz o diretor geral.

Em outras gerações brasileiras, o percentual dos que se consideram bem-su cedidos é de 67% entre 25 e 34 anos, 75% entre 35 e 44 anos, 81% entre 45 e 54 anos; e 79% para pessoas de 55 anos ou mais.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo