Tuíte racista sobre Mbappé pode custar R$ 7 milhões a Júlio Cocielo; relembre caso

Por Metro Jornal

O youtuber Júlio Cocielo pode ter de pagar R$ 7,4 milhões por causa do tuíte de conteúdo racista que postou durante a Copa da Rússia sobre o atacante francês Kylian Mbappé. Os promotores de Justiça de Direitos Humanos Eduardo Valério e Bruno Orsini Simonetti entraram com uma ação civil pública contra Cocielo por dano social coletivo. Os promotores pediram também a quebra de seu sigilo bancário.

No tuíte, que Cocielo apagou junto com todas as outras mensagens antigas, ele disse: “Mbappé conseguiria fazer uns arrastão top na praia, heim?”. Como resposta, Cocielo recebeu inúmeras acusações de racismo, já que imediatamente relacionou a imagem de um homem negro a assaltantes.

Trecho da ação diz: “Trata-se de um jovem jogador negro, francês de ascendência camaronesa, de compleição física robusta e que mostrou, nos jogos da seleção francesa na Copa da Rússia, impressionantes velocidade e explosão, daí advindo, em notória manifestação de racismo, a sua associação com os assaltantes (negros, na ótica do autor) que praticam crimes de roubo nas praias brasileiras, sobretudo fluminenses, sempre sob contínua e desabalada corrida”, conta.

Relembre o caso nas reportagens abaixo:

 

1- Cocielo publica post e reação é rápida:

 

2 – Celebridades criticam a postura e pedem boicote

 

3 – Cocielo pede desculpas em longo vídeo no Youtube

 

4 – Whindersson Nunes faz uma mea culpa e diz que também falou muita besteira nas redes

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo