'Aconteça o que acontecer, vamos votar 13', diz Haddad em vídeo de campanha

Por Estadão Conteúdo

A campanha do PT divulgou na manhã desta terça-feira, 11, um vídeo nas redes sociais no qual o candidato a vice-presidente Fernando Haddad, que deve ser oficializado hoje como substituto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nas eleições 2018, pede que "aconteça o que acontecer, vamos votar no 13", em uma referência ao número do partido. A Executiva Nacional do PT está reunida em Curitiba e deve formalizar ainda nesta terça a indicação de Haddad na cabeça da chapa.

Na peça, divulgada na conta do Twitter da deputada estadual gaúcha Manuela D'Ávila, que deve se tornar a vice da chapa, Haddad diz que Lula está muito indignado com a impossibilidade de disputar a eleição e pede que a militância siga unida. No vídeo, o ex-prefeito de São Paulo também aparece identificado com o número do partido.

A candidatura de Lula foi impugnada no começo do mês com base na Lei da Ficha Limpa, pelo fato de o ex-presidente ter sido condenado na Operação Lava Jato em segunda instância. Os advogados de Lula alegam que uma decisão do Comitê de Direitos Humanos da ONU lhe permitira concorrer, mas esse não foi o entendimento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Na semana passada, o PT já havia adaptado os programas do horário eleitoral, diminuindo a presença de Lula e identificando visualmente o apoio do ex-presidente a Haddad, que, na pesquisa do Datafolha divulgada nesta segunda-feira, cresceu cinco pontos porcentuais e está tecnicamente empatado em segundo lugar com Ciro Gomes (PDT), Marina Silva (Rede) e Geraldo Alckmin (PSDB).

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo