Nova fase da Lava Jato desarticula comércio ilegal de esmeraldas envolvendo Sérgio Cabral

Por Metro Jornal

A Operação Lava Jato desarticula mais um esquema criminoso da organização do ex-governador Sérgio Cabral. A ação Marakata, deflagrada no Rio de Janeiro e na Bahia, cumpre cinco prisões preventivas e 12 mandados de busca e apreensão.

O foco da operação é um esquema de comércio ilegal de esmeraldas e outras pedras preciosas e semipreciosas. Segundo a PF (Polícia Federal), os presos são acusados de evasão de divisas e lavagem de dinheiro.

Os suspeitos são acusados de comprar esmeraldas e outras pedras de garimpos da Bahia e exportá-las para empresários indianos usando notas fiscais e faturas falsas. Durante as investigações, foram encontradas duas contas internacionais que movimentaram cerca de R$ 44 milhões.

A ação contou com apoio do MPF (Ministério Público Federal) e da Receita Federal.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo