Parceria Band/Google mede repercussão do debate em tempo real

Por Metro Jornal

Em uma iniciativa inédita no Brasil, o debate do Grupo Bandeirantes contou com a parceria do Google para acompanhar, em tempo real, os assuntos mais discutidos na internet durante o evento.

A repercussão foi transmitida aos jornalistas e convidados na Sala Digital, um espaço ao lado do estúdio com diversas telas contendo os principais termos procurados na ferramenta de busca e compartilhados nas redes sociais.

Os dados compilados estavam disponíveis para o público pelo site do Google Trends. A empresa também chamou, em sua página inicial, os internautas a assistirem e interagirem com o debate da Band em transmissão no YouTube, atingindo a maior audiência de uma transmissão ao vivo pelo canal no Brasil.

A hashtag #DebateBand  alcançou 1,5 milhão de citações, chegando ao topo do trending topics do Twitter em todo o mundo.

No início do debate, conforme se apresentavam os candidatos, a ferramenta registrava picos de interesse para cada um dos presidenciáveis. Além dos nomes dos políticos, foram comuns perguntas sobre seus passados e seus projetos aprovados na vida pública.

No final, Jair Bolsonaro (PSL) liderou as buscas sobre os candidatos, atingindo 24%. Em seguida, ficou Cabo Daciolo (Patriota) com 23%, seguido por Ciro Gomes (PDT) com 17%, Boulos (Psol), 13%, Álvaro Dias (Podemos), 10%, Meirelles (MDB), 5%, e Alckmin (PSDB) e Marina (Rede), com 4%.

Os temas discutidos que mais provocaram reações na internet foram educação, saúde e emprego. Sobre a corrida eleitoral, as perguntas mais procuradas no Google foram “O que pode e não pode na campanha?” e “Para onde vai o dinheiro da multa eleitoral?”.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo