Sem escolha, condutora de ônibus leva filha doente para o trabalho no Chile

Por Wellington Botelho

Um vídeo que circula pelas redes sociais no Chile gerou grande revolta na população do país da costa do pacífico.

A motorista Denisse Figueroa tem que levar sua filha doente no ônibus em que trabalha, já que não tem ninguém com quem deixar a pequena.

A empresa não fornece a ajuda necessária. De acordo com representantes da funcionária, o empregador"não paga o bônus compensatório aos condutores".

“A bebê está doente e a mãe não tem ninguém para deixá-la. Tem certificados médicos e a empresa viola os direitos", concluiu.

O caso gerou grande apelo no país. Autoridades prometem resolverem a situação. A empresa também decidiu abrir dialogo. Confira o vídeo:

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo