Rebelião na penitenciária de Taubaté mantém 10 reféns

Por BandNews FM

Uma rebelião no Centro de Detenção Provisória de Taubaté, no interior paulista, mantém dez pessoas reféns na manhã desta quinta-feira (9). Entre as vítimas estão dois agentes penitenciários e oito religiosos que fazem um trabalho espiritual com os detentos. Os reféns foram cedidos por volta das 15h de quarta-feira (8).

Os detentos encontram-se num ambiente de superlotação – são 1521 ocupando um espaço para 844. Parte da unidade, que fica ao lado da rodovia Amador Bueno da Veiga, foi depredada. Roupas e colchões foram incendiados e explosões foram ouvidas por quem estava do lado de fora.

Leia mais:
Multa contra assédio não foi aplicada após dez meses de criação em São Bernardo
Band faz nesta quinta o 1º debate entre os presidenciáveis

As negociações com os detentos foi retomada no início da manhã desta quinta. Segundo as autoridades, eles não deixaram claro ainda o que reivindicam, exceto o fim da superlotação nas celas. Uma mulher e dois homens – entre eles um agente carcerário, que tiveram ferimentos – foram liberados ainda ontem.

A Tropa de Choque da PM está na sede do Batalhão da região e será acionada caso seja necessário. O Grupo de Intervenção Rápida, subordinado à Secretaria de Administração Penitenciária, segue dentro em fora do complexo. Policiais militares também estão na área externa do CDP.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo