Operação Fada Madrinha cumpre mandados por tráfico internacional de pessoas

Por Rádio Bandeirantes

A Polícia Federal, o Ministério Público do Trabalho e o Ministério Público Federal deflagram na manhã desta quinta-feira (9) a operação Fada Madrinha, que investiga um esquema de tráfico internacional de pessoas e trabalho escravo.

Cinco mandados de prisão preventiva e oito de busca e apreensão estão sendo cumpridos São Paulo, interior e capital, e em municípios de Goiás e Minas Gerais. Segundo a PF, a investigação teve início em novembro de 2017.

Leia mais:
Rebelião na penitenciária de Taubaté mantém 11 reféns
Comandante da Polícia Militar do ABC fala das dificuldades na segurança da região

A Corporação recebeu a denúncia de que transexuais eram aliciadas por redes sociais na internet, com a promessa de realizar procedimentos cirúrgicos para transformação facial e corporal. Os investigados aplicavam silicone industrial no corpo das vítimas e as encaminhavam para clínicas médicas para implante de próteses mamárias.

Há indícios de que as próteses utilizadas eram provenientes de reuso.

Ainda de acordo com a PF, a quadrilha também prometia a participação das vítimas em concursos de misses na Itália.

Entretanto, as transexuais eram submetidas à exploração sexual e condição análoga à escravidão como “pagamento de dívidas” com os criminosos.

Todos os mandados foram expedidos pela 2ª Vara Federal de Franca.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo