Janaina Paschoal recusa convite para ser vice na chapa de Bolsonaro

Por BAND

A advogada Janaina Paschoal, famosa por sua ativa participação no impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) e cotada a vice na chapa do pré-candidato Jair Bolsonaro (PSL), afirmou através de sua conta no Twitter que não aceita o convite para formar chapa com o deputado federal.

Através de seu perfil na rede social, a advogada afirmou que já conversou com Bolsonaro e também com o presidente do PSL, Gustavo Bebiano, sobre sua decisão – que, segundo ela, foi tomada “por questões familiares”. “Por ora, eu não posso me mudar para Brasília. A minha família não me acompanharia”, alegou.

“Eu tentei todas as composições possíveis. Peço desculpas ao Brasil e prometo, esteja onde estiver, com ou sem cargo, continuar lutando por um país livre. Acima de tudo, um país de mentes livres. Essa tem sido minha luta, desde que nasci. Acho até que nasci para isso”, concluiu a advogada em sua declaração através do Twitter.

Machismo
Em sua declaração, Janaína defendeu Bolsonaro de acusações, e se disse “testemunha” de que o parlamentar não é “machista”. “Ele me tratou de igual para igual, desde o primeiro momento. Sou testemunha de que ele não é autoritário, cedeu em muitos pontos. Todos puderam constatar a sua tolerância com os meus posicionamentos”, disse.

Janaína finalizou sua declaração afirmando que não conversaria com a imprensa e que se empenharia agora na Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 442, que está em análise no Supremo Tribunal Federal (STF) e trata sobre a descriminalização do aborto.

“Eu acredito em Deus e sei que Ele move as peças do jogo da vida como devem ser movidas. Com todo amor que sempre devotei à Imprensa, aviso que não conversarei com ninguém. Vou me concentrar na ADPF 442. Esta ação é tão importante quanto às eleições para mim e para o país”, finalizou a advogada.

Na sexta-feira (3) Bolsonaro, reafirmou que deve concorrer à eleição com uma chapa pura. O deputado federal estava dividido entre a advogada e Luiz Philippe de Orléans e Bragança, da família real brasileira, e deve fazer o anúncio até esse domingo (5).

Debate
Seguindo uma tradição, a Band promove no dia 9 de agosto o primeiro debate entre os candidatos à Presidência da República. As regras para o encontro foram definidas em reunião com representantes dos partidos na sede do Grupo Bandeirantes – veja os detalhes.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo