Temer chama adversários de 'pobres coitados' em convenção do MDB

Por Estadão Conteúdo

O presidente Michel Temer saiu em defesa do legado do seu governo ao endossar a candidatura de Henrique Meirelles à Presidência da República pelo MDB e afirmou que os adversários eleitorais são "uns pobres coitados" e "pigmeus".

Leia mais:
PT deve apresentar Lula como candidato mesmo que TSE seja contra
Muro de vidro da USP só será finalizado após instalação de câmeras, diz prefeito

"Nossos adversários são uns pobres coitados. Como não têm projeto, vão para a baixaria. Nós não somos pigmeus. O MDB é feito de gigantes", disse a uma plateia formada por militantes emedebistas.

De acordo com Temer, Meirelles o ajudou nos dois anos em que está à frente do comando do País e garantiu que ele dará continuidade "às reformas de que o País ainda precisa".

Temer destacou ainda que o MDB sempre esteve à frente dos programas sociais de todos os governos desde a redemocratização. "Estamos chamando o Meirelles para uma missão tão grandiosa como a que ele exercitou nestes dois anos de governo", disse.

Esta é a primeira vez que Temer vai a uma convenção do partido nestas eleições. Enfrentando altíssima rejeição popular, o presidente tem se eximido de aparecer ao lado dos candidatos do partido.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo