MDB confirma candidatura de Meirelles à Presidência

Por Ansa

O Movimento Democrático Brasileiro (MDB) confirmou nesta quinta-feira (2) a candidatura do ex-ministro da Fazenda do presidente Michel Temer, Henrique Meirelles, à Presidência da República.

A oficialização ocorreu durante a convenção nacional da legenda na qual o ex-ministro garantiu 85% dos votos necessários entre os 419 filiados. O resultado foi anunciado pelo presidente do partido, o senador Romero Jucá, que afirmou que no ano de 2014, 54% apoiaram a chapa Dilma/Temer na corrida eleitoral. Durante o evento, Temer também pediu a todos os presentes empenho para levar o nome de Meirelles de uma forma convincente a todo o país. "Tem que levar a ideia com a alma", ressaltou.

Segundo o mandatário, o MDB é responsável por tirar o Brasil de uma "crise extraordinária" e será o único capaz de colocar o pais nos trilhos.

Meirelles, por sua vez, aproveitou o momento para fazer críticas aos seus adversários na disputa. Para o ex-ministro é preciso "vencer as amarras da desconfiança que são alimentadas pelos candidatos extremistas e propostas pré-históricas".

A pré-candidatura de Meirelles já havia sido confirmada no mês de maio pelo próprio Temer durante um evento do MDB, chamado de "Encontro com o Futuro", para divulgar as ideias e diretrizes caso o partido vença as eleições à Presidência.

A última vez que o partido teve um candidato próprio na corrida presidencial foi em 1994, com o representante Orestes Quércia. Goiano de Anápolis, Meirelles tem 72 anos e comandou o Ministério da Fazenda de maio de 2016 até abril de 2018. Durante sua trajetória política, ele foi eleito, em 2002, deputado federal pelo PSDB, cargo que abdicou para liderar o Banco Central (2003 – 2010), durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo