Sistema Cantareira já está em estado de alerta

Por Metro Jornal

O sistema Cantareira, principal reservatório de abastecimento de água da Grande São Paulo, chegou no domingo a 39,9% de sua capacidade, nível considerado de alerta pelos parâmetros da ANA (Agência Nacional de Águas). É o pior índice desde 2016. No ano passado, ele operava com 63,1% nessa mesma época.

Em 2013, um ano antes da crise hídrica que levou ao uso do chamado volume morto e da redução de pressão para economizar água, o reservatório estava com 53,7% de sua capacidade. Os dados são da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico de São Paulo).

Neste ano, o sistema recebeu até o momento apenas 64,8% da chuva esperada para o período. O melhor mês foi janeiro, quando a Sabesp mediu 276,6 mm, ante 262,6 mm de média histórica. Em julho, até domingo, a chuva registrada foi de apenas 1,2 mm. A cidade de São Paulo completou ontem 103 dias sem uma chuva significativa, de ao menos 10 mm, e 45 sem nem uma gota d’água sequer vinda do céu.

O longo período de seca influiu não só no nível do Cantareira, mas também de outros importantes reservatórios, como o Guarapiranga, que abastece boa parte da zona sul da capital e registrava ontem 62,9% de sua capacidade –ante 72,5% há um mês– e o Alto Tietê, que ontem estava com 52,8% –no dia 29 de junho, eram 56,7%.

Na semana passada, questionada se o Cantareira estava em crise, a Sabesp informou que poupou 25% do que poderia retirar do sistema e economizou 245,8 bilhões de litros do volume útil nos últimos 13 meses e que, sem as medidas, o sistema hoje teria apenas 15% da capacidade e não pouco menos da metade.

No domingo, a companhia informou que cabe à ANA e ao Daee (Departamento de Água e Energia Elétrica) decidir se haverá mudança na operação do sistema Cantareira diante do baixo índice do reservatório. A última resolução referente ao assunto disponível no site do Daee data de maio do ano passado e dá à Sabesp a autorização para retirada da vazão máxima do sistema para o abastecimento

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo